Museu do Videogame Itinerante é reconhecido pelo Instituto Brasileiro de Museus!

By 28 de maio de 2015 Mundo dos games No Comments
museu itinerante destaque

Se você acha que videogame é coisa de criança, não poderia estar mais enganado! Os games têm mais de 40 anos e o mercado cresce cada vez mais no Brasil, tendo seu primeiro museu do gênero reconhecido pelo o Instituto Brasileiro de Museus – Ibram.

O Museu do Videogame Itinerante é  a primeira instituição dedicada exclusivamente às plataformas e jogos, e já passou por todos os estados brasileiros com seu acervo de mais de 200 games, segundo publicado pelo Ministério da Cultura.

 

ibram-1

Para as crianças e adolescentes na década de 80, é uma viagem afetiva pela infância, para a garotada de hoje é uma descoberta curiosa de tecnologias tão elementares quanto as de 2 bits. No momento, o Museu está em Pelotas, no Rio Grande do Sul até o dia 14 de junho.

Acervo

No museu você encontra consoles antigos, como: Atari, Nintendinho, Master System, Mega Drive, Nintendo 64, Sega Saturn, Dreamcast, Game Cube, Xbox, Playstation 1, aponta publicação do Ministério da Cultura.

Além de games clássicos, como: River Raid, Enduro, Pac-Man, Super Mario Bros, The Legend of Zelda, Donkey Kong, Sonic, Alex Kid, Top Gear, Street Fighter, Mortal Kombat, Final Fantasy, Castlevania. Confira todos em no site do museu.

O Museu

Criado há cinco anos pelo jornalista e curador, Cleidson Lima, o Museu do Videogame Itinerante, que não tem sede fixa, em 2015 irá visitar cidades de todos os estados do Brasil, como publicado no site do museu.

Desde 2011, mais de 450 mil pessoas conheceram o acervo que é exposto apenas durante 15 dias do ano, na capital de Mato Grosso do Sul.

Em fevereiro deste ano,2015, mais de 160 mil pessoas visitaram a exposição no shopping Bosque dos Ipês, em Campo Grande, que contou com apoio da PlayStation Brasil, Intel, Ubisoft, Oi e Kingston

Você pode chamar o Museu do Videogame para sua cidade pelo link do site.

 

 

Equipe Signum com informações do Museu do Videogame e Ministério da Cultura