Coluna – Imagine Cup: Ganhe 50 mil dólares sendo campeão mundial em tecnologia!

By 21 de janeiro de 2015 Colunas, Games e Apps No Comments
4-758x558

Lançamento Imagine Cup 2015 - Rafaela apresenta a categoria game e é entrevistada pelo presidente internacional da Microsoft, Jean-Philippe Courtois.
Lançamento Imagine Cup 2015 – Rafaela apresenta a categoria game e é entrevistada pelo presidente internacional da Microsoft, Jean-Philippe Courtois.

Existem três categorias onde os projetos podem ser submetidos: game, inovação e cidadania. As equipes podem conter até 4 estudantes e um mentor. A inscrição é feita pela internet e o projeto também é enviado pelo site:www.imaginecup.com.br. O 2º e 3º lugares na competição internacional também ganham prêmios em dinheiro. Além do desafio principal existem challenges online que também dão prêmios até USD 3 mil. Pensar em prêmios em dinheiro é pouco para o nível de experiência que se adquire ao participar de um campeonato como este, ainda que não se chegue à final. O site envia diversas oportunidades no mundo da tecnologia e mantém todos informados sobre próximas competições e lançamentos.

Equipe Curitiba vence campeonato mundial com jogo sobre trabalho voluntário e sustentabilidade
Equipe Curitiba vence campeonato mundial com jogo sobre trabalho voluntário e sustentabilidade

Como tudo acontece 

Para as três categorias existe a final nacional, com premiações para os três primeiros lugares de cada categoria. Os três primeiros lugares: game, inovação e cidadania disputam um novo primeiro lugar e este vencedor irá defender o Brasil na final internacional. Este ano ela acontece em Seattle, a casa da Microsoft. As equipes do mundo todo viajam com tudo pago, sempre hospedadas nos melhores hotéis ou como aconteceu em 2014 –  ficaram na Universidade de Washington, vivendo a experiência que costumamos assistir nos filmes americanos.

Na final internacional, as equipes participam de bancas similares ao que seria um trabalho de conclusão de curso na Universidade (vale a pena aproveitar os TCCs para participar do campeonato), a diferença é que não são os professores que jugam e sim os maiores profissionais da indústria de tecnologia. Já passaram pelo campeonato nomes como: Satya Nadella, Steve Balmer, Alexey Pajitnov, Adam Sessler, Major Nelson, e tantos outros de empresas conhecidas como: facebook, Blizzard, Sega, Xbox, investidores multimilionários…   O contato com eles não se limita a apresentação na hora da banca, todos dão feedback sobre os projetos e participam de uma feira onde testam os produtos, além das festas de confraternização onde todos aproveitam para estreitar o networking e aproveitá-lo no futuro.

Foto com os juízes na banca da final mundial em New York, hotel Marriot na Times Square
Foto com os juízes na banca da final mundial em New York, hotel Marriot na Times Square

Projetos 

O Seu projeto pode ser um game de entretenimento para computador, phone, x-box. Nesse caso a dica é que ele seja sempre mutiplataforma, ou seja, possa ser aplicado em todos eles. Pode ser um aplicativo que ajuda a detectar anemia nas pessoas com um simples selfie, ou que faz tradução simultânea entre deficientes auditivos e pessoas sem a deficiência. Parece um pouco complexo, na verdade você precisa pensar em algo que ajude a melhorar a vida das pessoas e então você estará criando um produto para a categoria cidadania. No ano passado eu conheci um projeto na categoria inovação que era um “hardware” que fabricava exatamente a cor de esmalte que você queria, você podia na hora fazer uma simulação, fazer o contraste com sua pele e criar cores que não existem, personalizando o seu próprio esmalte. Como vocês podem ver o céu é o limite e desde que o seu projeto tenha um público específico e um bom mercado para ele você terá todas as chances.

Rafaela Costa apresenta a categoria Game no lançamento do Imagine Cup 2015 na sede da Microsoft em São Paulo
Rafaela Costa apresenta a categoria Game no lançamento do Imagine Cup 2015 na sede da Microsoft em São Paulo

Mentoria particular com Bill Gates

Este projeto que acabei de comentar – o app que detecta anemia – foi desenvolvido por uma equipe composta por apenas dois estudantes e foi a campeã na categoria cidadania na final internacional. Nesta final existe uma espécie de fase “mata mata”. Após anunciarem o 3º, 2º e 1º lugares de cada categoria os que ficarem em primeiro lugar voltam ao palco e três dos executivos mais importantes dos Estados Unidos entram para submeter essas equipes a três perguntas com o tempo de 2 minutos para cada resposta. Entre os três perguntadores de 2014 estava o novo CEO da Microsoft, Satya Nadella.

Com os nervos à flor da pele cada integrante faz o seu melhor se revezando na equipe para responder à altura as expectativas dos executivos. Para ter uma ideia tem até aquela musiquinha de quando o tempo está acabando para deixar todos ainda mais nervosos. É de fato um reality show, uma vez que a final sempre é transmitida on-line.

Após a sabatina eles se reúnem em uma sala privada e escolhem a equipe vencedora e essa equipe volta um mês depois para os Estados Unidos para se encontrar com Bill Gates e receber uma mentoria particular sobre o projeto vencedor do Imagine Cup. Este e outros projetos em potencial, ainda que não tenham ganho o primeiro lugar, muitas vezes são selecionados para serem acelerados pela própria Microsoft, ajudando assim as equipes a criar uma Startup. Importante frisar que a Microsoft não fica com nenhum direito sobre os produtos, eles sendo campeões ou não.

Tradição

Nosso país tem uma das maiores tradições no Imagine Cup, em edições anteriores quando existiam mais categorias sempre era uma das maiores delegações e o que ganhava mais prêmios. Em 2011 quando eu e minha equipe vencemos e ficamos em primeiro lugar na categoria de Game estávamos acompanhados por outras sete equipes do Brasil que defendiam outras categorias. A França naquele ano era a segunda em número de equipes, com sete. Na minha cabeça, pensar em participar de algo tão grandioso sempre pareceu impossível, algo feito para gênios, japoneses, chineses… puro preconceito meu, nós somos extremamente talentosos e à cima de tudo criativos, participar deste campeonato mudou a minha vida, espero que mude a sua também!

Se você vai participar vale a pena assistir esse vídeo e ficar bem preparado!!

www.microsoftvirtualacademy.com/training-courses/como-participar-da-imagine-cup

Mantenha contato também pelo Facebook e e-mail:

Rafaela CostaRAFAELA COSTA

CEO – Signum Game Studio, Coordenadora do Centro de Inovação da Microsoft, Coach E-Sports PUC-PR. Campeã Mundial Imagine Cup, categoria Game Design Windows-Xbox, palestrante e professora universitária da cadeira de Game Design, Roteiro e Gestão de Projeto.

Coluna “Games e Apps” para o Paraná Portal